Widget Image
Secretarias
24/02/2024
HomeNotíciasSecretaria de Saúde de Itu é premiada durante a 8ª Semana Paulista de Mobilização contra a Sífilis e Sífilis Congênita

Secretaria de Saúde de Itu é premiada durante a 8ª Semana Paulista de Mobilização contra a Sífilis e Sífilis Congênita

Imagem mostra a Secretária de Saúde Janaina Guerino com sua equipe no momento de receber a premiação referente a durante a 8ª Semana Paulista de Mobilização contra a Sífilis e Sífilis Congênita

No último dia 25, a secretária municipal de Saúde, Janaina Guerino de Camargo, esteve na capital paulista para receber o Prêmio Luiza Matida pelo trabalho desenvolvido em Itu na redução de transmissão vertical da sífilis congênita, entregue durante a 8ª Semana Paulista de Mobilização Contra a Sífilis e Sífilis Congênita – “Reduzir as desigualdades contribui para eliminar a Sífilis Congênita”. Janaina esteve acompanhada pela coordenadora do Ambulatório de Moléstias Infecciosas (AMI) de Itu, Michele Freire, e pela coordenadora geral de Enfermagem da pasta, Ana Paula Lupo. O evento foi realizado pelo Programa Estadual de IST/Aids de São Paulo em parceria com a Atenção Básica e o Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems).

A conquista do prêmio Luiza Matida reflete o trabalho assistencial da Vigilância Epidemiológica (Viep), Ambulatório de Moléstias Infecciosas (AMI), Unidades Básicas de Saúde (UBS), Centro de Referência da Mulher (CRM), Rede Cegonha e Maternidade, equipe multiprofissional e Educação Permanente da rede municipal de saúde de Itu.

A Semana Paulista tem como objetivo discutir os desafios no enfrentamento da sífilis congênita como um problema de saúde pública no Estado de São Paulo, além de apresentar experiências exitosas desenvolvidas no território, visando à eliminação desse agravo.

A Secretaria Municipal de Saúde também participou, representada por Michele e pela assistente social da rede de saúde de Itu, Tatiane Hsu Castellucci, da Exposição dos 40 anos do CRT (Centro de Referência e Treinamento) DST/Aids SP com o trabalho que detalhou o resultado do uso do Sistema de Monitoramento Clínico das Pessoas Vivendo com HIV/Aids (SIMC) no município de Itu, entre os meses de janeiro e julho de 2023. As dificuldades de monitorar alguns índices e indicadores referentes às pessoas vivendo com HIV, após a pandemia de Covid-19, em Itu, evidenciaram a necessidade de adesão a ferramentas tecnológicas que viabilizam o acesso a dados importantes para o acompanhamento da saúde dessas pessoas.

O SIMC (sistema do Ministério da Saúde) que permite visualizar e monitorar pessoas vivendo com HIV/Aids que ainda não iniciaram ou abandonaram o tratamento antirretroviral) passou a ser utilizado pelo Serviço de Atendimento Especializado/Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA) em IST/Aids da Secretaria de Saúde de Itu e, de imediato, foram identificados 89 casos de abandono do tratamento antirretroviral, o que proporcionou o planejamento de ações de busca ativa por essas pessoas com o intuito de orientá-las à retomada do mesmo.

Desse total, 38 pessoas retomaram o acompanhamento e o tratamento antirretroviral, o que representou a diminuição de 43% de abandono no grupo identificado. As estratégias escolhidas para contatar essas pessoas foram ligações telefônicas e visitas domiciliares pelos integrantes da equipe da saúde do SAE/CTA. A localização desses pacientes no território ituano contou com o auxílio das equipes de Atenção Primária à Saúde.

Semana de MobilizaçãoA 8ª Semana Paulista de Mobilização contra a Sífilis e Sífilis Congênita contou com a presença de diversas autoridades, entre elas, a coordenadora da Área Técnica de Saúde da Mulher, Marisa Ferreira da Silva Lima, que na oportunidade representou o secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Eleuses Paiva, o diretor do Departamento de HIV/Aids, Tuberculose, Hepatites Virais e Infecções Sexualmente Transmissíveis – DATHI-SVSA-MS, Dráurio Barreira, a assessora da Coordenação da Coordenadoria de Controle de Doenças – CCD-SES-SP, Jéssica Pires Camargo, o coordenador do Programa Estadual de IST/Aids de São Paulo Diretor do CRT DST/Aids – CCD-SES-SP, Alexandre Gonçalves, o coordenador da Atenção Básica da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, Arnaldo Sala, o presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo, Geraldo Reple Sobrinho, o membro do Conselho Regional de Enfermagem do Estado de São Paulo, Demétrio Cleto, e a representante do Estado de São Paulo do Movimento Nacional das Cidadãs Posithivas, Fabiana Cristina de Oliveira.

Além das premiações, foram abordados diversos temas, entre eles, “Transmissão Vertical do HIV e da sífilis no Estado de São Paulo: onde estamos?”, “Ações de enfrentamento da sífilis adquirida no território para a eliminação da sífilis congênita”, “Ações do Ministério da Saúde”, “Ações da Atenção Básica do Estado de São Paulo”, “Ações de enfrentamento da gestão municipal”.