Widget Image
Secretarias
16/08/2022
HomeEsportesItuano vence a Ponte Preta em partida de Futsal Down

Ituano vence a Ponte Preta em partida de Futsal Down

Um jogo festivo foi disputado, no último sábado (11/12), pelas equipes Ituano Futsal Down e A.A. Ponte Preta S21, no Ginásio Municipal de Esportes “Ditinho Xavier”, localizado no Bairro Bom Viver. O placar da partida, realizada em três tempos de 20 minutos cada e que contou com a presença do prefeito Guilherme Gazzola, foi de 9 a 3 para o Ituano Futsal Down.

O técnico da equipe de Itu, professor e também atual técnico da Seleção Paulista de Futsal Down, Carlos Alberto Santos, conhecido como Neco, explicou que o jogo foi dividido em três tempos para que todos os atletas – titulares e reservas – pudessem estar em quadra.

Dessa forma, o primeiro tempo teve a participação de atletas iniciantes (Ituano 6 x 0 Ponte Preta), o segundo de jogadores da categoria intermediária (Ituano 0 x 1 Ponte Preta), e o terceiro dos titulares das equipes (Ituano 3 x 2 Ponte Preta). Os jogadores foram aplaudidos pela torcida formada por seus familiares e simpatizantes da modalidade, todos cumprindo os protocolos sanitários como uso de máscara de proteção facial e de álcool gel.

O Ituano Futsal Down é composto por aproximadamente 25 atletas com 15 anos ou mais e oito profissionais na Comissão Técnica, entre eles, três especialistas em deficiência intelectual.

O time existe desde 2018 e sagrou-se bicampeão invicto no Campeonato Brasileiro de Futsal Down em 2018 e 2019. A competição é promovida pela Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais (CBDI). O artilheiro nessas duas edições foi Renato Gregório, atleta do Ituano Futsal Down D.I., que é campeão mundial pela Seleção Brasileira e foi eleito o melhor jogador do mundo na categoria em junho de 2019, durante o Campeonato Mundial realizado no Brasil (quando a equipe foi campeã e, na oportunidade, ele marcou todos os gols da partida contra Portugal, quando o Brasil conquistou a vitória com o placar de 8×5; além de ser o responsável por 5 dos 7 gols marcados contra a Argentina na final).