Widget Image
Secretarias
08/12/2021
HomeGovernoPrefeitura e União Negra Ituana se posicionam sobre grafite irregular em obra histórica

Prefeitura e União Negra Ituana se posicionam sobre grafite irregular em obra histórica

No encontro do prefeito e representantes da entidade também foi dado andamento à proposta de implantação de uma política municipal de igualdade racial

Representantes da UNEI (União Negra Ituana) se reuniram na manhã desta sexta-feira (19/11) com o governo municipal para debater acerca da polêmica envolvendo a remoção de uma intervenção não autorizada, realizada por um grafiteiro da cidade em tapumes que protegem as obras de restauro do Cruzeiro Franciscano, na Praça Dom Pedro I.
O encontro ocorreu entre o prefeito Guilherme Gazzola e a secretária de Cultura e Patrimônio Histórico, Maitê Velho, com o presidente da UNEI, Vicente Sampaio, o diretor de Educação, André Luigi e diretora de Cultura, Selma Regina Dias.
Ficou entendido que a única razão pela qual o grafite foi apagado era a de estar em desacordo com a lei municipal 2043/19, em seu artigo terceiro, que proíbe intervenções em tapumes de obras no centro da cidade. Foi de entendimento do Poder Público Municipal e da entidade representativa dos negros que a conduta da Prefeitura se deu de forma administrativa e legalista, não havendo intencionalmente nenhuma implicação em questões de cunho racial.
“Quanto ao episódio que gerou essa discussão, aplicamos a lei, protegendo um patrimônio histórico e cumprindo o nosso papel de gestores do município. Não há a intenção de fazer desse ocorrido uma situação conflitiva, mas sim encararmos como uma oportunidade para discutirmos como sociedade o racismo estrutural e tirarmos importantes aprendizados no tratamento de pautas voltadas à discriminação”, comenta o prefeito.
Aproveitando a oportunidade, a UNEI entregou uma proposta de implementação da Política Municipal de Promoção de Igualdade Racial, que foi recebida pelo chefe do Executivo, com a intenção de dar prosseguimento para a sua efetivação.
Por sua vez, o prefeito relacionou as ações já em andamento na cidade para a valorização e resgate da cultura negra em Itu, como o próprio restauro do Cruzeiro, obra do aclamado Mestre Tebas. Guilherme e a secretária de Cultura, Maitê, mencionaram outras importantes iniciativas do governo municipal neste aspecto como a inserção de aulas de História da Arquitetura e Educação Patrimonial na grade dos alunos das escolas públicas municipais, ações de conscientização das escolas para jovens e adultos, manutenção de grupos de pesquisas de universidades estaduais e federais direcionadas para a história de Itu com enfoque na cultura negra e indígena.