Widget Image
Secretarias
22/10/2021
HomeGovernoEx-presidente Michel Temer é convidado para ser patrono da candidatura de Itu à Patrimônio Mundial da Humanidade

Ex-presidente Michel Temer é convidado para ser patrono da candidatura de Itu à Patrimônio Mundial da Humanidade

Na última quinta-feira (08/04), o prefeito Guilherme Gazzola esteve com o ex-presidente Michel Temer, para apresentar um projeto e convida-lo a ser patrono e apoiador da candidatura da cidade de Itu como Patrimônio Mundial da Humanidade, pela Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura). Gazzola esteve acompanhado das secretárias municipais de Cultura e Patrimônio Histórico, Maitê Velho e de Comunicação Flávia Frossard, do secretário de Governo, Ricardo Giordani, além do diretor de patrimônio Histórico doutor Emerson Castilho.

Com o início do restauro do Cruzeiro Franciscano no começo deste ano, várias pesquisas históricas foram realizadas, em especial pela Comissão Científica criada por exigência do prefeito Guilherme Gazzola para a realização desta obra. Com a participação de grandes especialistas, e uma hipótese fomentada pelo professor doutor Marcos Tognon (Unicamp – Universidade de Campinas), as pesquisas culminaram na descoberta, na capital paulista, de cerca de sete mil documentos, sendo dois mil deles com informações sobre Itu, registros esses realizados pelos franciscanos que aqui estiveram e passaram.

Isto comprova a teoria do professor doutor Marcos Tognon sobre seu traçado urbano com desenho das Ordenações Filipinas dos séculos XVI e XVII, o que dá à cidade a chancela para o pedido para ser Patrimônio da Humanidade. Os arquivos encontrados também atestam a importância de Itu na formação do Brasil, sua presença na história nacional desde seu início, sua influência econômica, política e principalmente cultural.

Com este título Itu ganha status para entrar em um hall de cidades importantíssimas no mundo, com valores históricos e culturais reconhecidos que atraem a economia criativa e milhares de turistas todos os anos.

A partir de agora a Secretaria de Cultura e do Patrimônio Histórico está realizando as viabilidades conceituais, técnicas, financeiras e políticas para a propositura desta candidatura, estabelecendo diálogos de parcerias com o Estado e União.

As pesquisas na capital paulista foram realizadas pelo diretor de patrimônio histórico da Secretaria Municipal de Cultura e Patrimônio Histórico de Itu, doutor Emerson Castilho, pela doutora Anicleide Zequini, com a colaboração de Carlos Gutierrez Cerqueira, historiador aposentado do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e do Frei Alvaci Mendes da Luz, da Ordem Franciscana Menor, historiador e professor.