Widget Image
Secretarias
17/09/2019
HomeSaúdePrefeitura intensifica ações de combate à dengue nas Unidades Básicas de Saúde

Prefeitura intensifica ações de combate à dengue nas Unidades Básicas de Saúde

A partir da próxima segunda-feira (02/03), a Secretaria Municipal da Saúde promoverá ações educativas nas Unidades Básicas de Saúde (Postos de Saúde) como parte da conscientização sobre prevenção à dengue. As ações educativas serão realizadas pelos profissionais das Unidades, devidamente treinados para essa finalidade no último mês de dezembro.

O secretário municipal da Saúde, Manoel Monteiro, explica que serão utilizados três kits (compostos por banner, ciclo evolutivo do mosquito Aedes aegypti e folheto informativo sobre criadouros do mosquito e sintomas da doença), que percorrerão as unidades conforme programação.

Recentemente, Monteiro anunciou a implantação de cinco salas de hidratação, distribuídas em pontos estratégicos da cidade, e também a realização nas dependências do Pronto Atendimento Municipal (PAM), localizado na Vila Martins, do exame de hemograma para auxiliar o diagnóstico de dengue.

As salas de hidratação, procedimento importante no tratamento da dengue, funcionarão conforme a necessidade inclusive com possibilidade de aumentar o horário de atendimento. Já a realização do exame de hemograma, no serviço que atende a região do Pirapitingui, visa agilizar o diagnóstico e o tratamento de casos de dengue.

Casos

De janeiro de 2015 até o momento Itu registrou 21 casos autóctones de dengue e 20 casos importados da doença. A Prefeitura de Itu realiza trabalho contínuo de combate à dengue, por meio do serviço de Controle de Vetores e da Vigilância Epidemiológica, independente da confirmação de casos na cidade ou em municípios vizinhos.

O secretário da Saúde lembra que Itu está geograficamente próxima a outras cidades que já apresentam uma quantidade elevada de casos e, portanto, pede atenção redobrada à população no tocante a criadouros do mosquito (85% desses criadouros são encontrados em residências) e aos sintomas da doença.

É importante que ao apresentar os sintomas da doença, a pessoa procure imediatamente por um serviço de saúde.

Sintomas

Os sintomas da dengue clássica são febre alta com início súbito; forte dor de cabeça; dor atrás dos olhos que piora com o movimento dos mesmos; perda do paladar e apetite; manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores; náuseas e vômitos; tonturas; extremo cansaço; moleza e dor no corpo; muitas dores nos ossos e articulações.

Já os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença acontece quando acaba a febre e começam a surgir os seguintes sinais de alerta: dores abdominais fortes e contínuas; vômitos persistentes; pele pálida, fria e úmida; sangramento pelo nariz, boca e gengivas; manchas vermelhas na pele; sonolência, agitação e confusão mental; sede excessiva e boca seca; pulso rápido e fraco; dificuldade respiratória; perda de consciência.

Em caso de dengue hemorrágica, o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória e choque, podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas. Segundo o acordo com estatísticas do Ministério da Saúde, aproximadamente 5% das pessoas com dengue hemorrágica morrem.

O doente pode apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, náuseas ou até não apresentar sintomas. O aparecimento de manchas vermelhas na pele, sangramentos (nariz, gengivas), dor abdominal intensa e contínua e vômitos persistentes podem indicar a evolução do quadro para dengue hemorrágica. Esse quadro grave necessita de atenção médica imediata, pois pode ser fatal.

Texto e foto: Angélica Estrada/Prefeitura de Itu

(27/02/2015)