Widget Image
Secretarias
14/11/2019
HomeGovernoPalestra de sobrevivente do holocausto lota auditório da Prefeitura de Itu

Palestra de sobrevivente do holocausto lota auditório da Prefeitura de Itu

Na última terça-feira (30/04), no auditório da Prefeitura de Itu, ocorreu uma palestra sobre o holocausto, com a sobrevivente dessa triste parte da história mundial, Ariella Segre. A palestra foi parte do “Dia Municipal da Lembrança” e contou com a presença de centenas de pessoas que, além de ouvirem os depoimentos de Ariella puderam assistir a um documentário com imagens e testemunhos reais sobre o fato.
Ariella contou como foi a fuga com seus familiares, o asilo em campos de refugiados, os dias de medo, as dificuldades durante a Segunda Guerra Mundial e sua volta para casa pós-guerra.
Muito a par com o que ocorre atualmente, Ariella fez relações com os dias de hoje, contextualizando para que os alunos das Escolas Estaduais “Professor Rogério Lázaro Toccheton” e “Professor José Leite Pinheiro Junior” que estavam presentes, compreendessem o que levou o holocausto a ganhar o apoio popular e força à questões que são discutidas no dia de hoje como bullying e intolerância.
O prefeito Guilherme Gazzola esteve presente e destacou a importância de relembrarmos momentos como esse. “As palavras de Ariella têm que nos servir de alerta para que tenhamos consciência de que os extremos já vividos acabaram de forma trágica; a construção do futuro não é pelo ódio, mas sim pelo diálogo”, concluiu.
Durante a palestra também foi destacado que todos devem aproveitar a oportunidade de ouvir relatos como o de Ariella, pois dentro em breve, não haverá mais pessoas sobreviventes do holocausto para contar essa história devido a idade em que já se encontram.
Também estiveram presentes o vereador Ricardo Giordani, autor da lei que institui o “Dia Municipal da Lembrança”, a primeira dama e administradora da Regional do Pirapitingui Patrícia Müller Gazzola, demais vereadores, secretários e diretores municipais, os representantes da comunidade judaica Mirian Benaion e Marcelo Rosenthal, o dirigente Regional de Ensino Claudemir Braz Campos e o secretário municipal de Educação Walmir Scaravelli.
Após a apresentação de Ariella, todos puderam fazer perguntas e tirar dúvidas sobre os dias que ela viveu durante o holocausto.