Widget Image
Secretarias
12/07/2024
HomeEmpregoItu oficializa parceria com o programa Arranjo Produtivo Local

Itu oficializa parceria com o programa Arranjo Produtivo Local

Imagem colorida mostra o secretário municipal de Emprego, Olavo Volpato, junto ao presidente do Parque Tecnológico, Nelson Tadeu Cancellara. Ambos segurando a placa de metal, em formato hexagonal, com brasão da cidade de Itu.

O secretário municipal de Emprego, Olavo Volpato, que na oportunidade representou o prefeito Guilherme Gazzola, inaugurou, na última quinta-feira (09/02), no Parque Tecnológico de Sorocaba, a placa de Itu como sendo a nova cidade parceira do Arranjo Produtivo Local (APL), que é um agrupamento de empresas que objetivam melhorar o desempenho produtivo com práticas de cooperação, interação e treinamento.

O presidente do Parque Tecnológico, Nelson Tadeu Cancellara, e a consultora do referido Parque e do Centro de Excelência em Tecnologia (CET) 4.0, Marimar Guidorzi, recepcionaram o referido secretário e o coordenador da Sala do Empreendedor e presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural de Itu, João Januário, que também participou do encontro.

A cidade de Itu, por meio da Secretaria Municipal de Emprego, iniciou tratativas no APL Agrotech, Metalmecânico e Energias Renováveis e identifica possibilidades no APL Mestre Cervejeiro. O ingresso no programa APL reflete no desenvolvimento da economia regional e em ganhos em competitividade e escala entre os participantes. Os APLs podem possibilitar, por exemplo, o uso compartilhado de maquinário, a organização de treinamentos e capacitações conjuntas de mão-de-obra com a respectiva divisão de custos.

O programa APL é reconhecido pelo Governo do Estado e, por meio dele, as empresas integrantes têm uma série de vantagens, incluindo a participação em editais específicos de fomento. Outro benefício do programa é que as empresas parceiras constituem um conselho que promove a troca de experiências.

Como os APLs são concentrações de empresas que atuam em atividades similares e ou relacionadas, a estrutura de governança comum mantém vínculos de articulação, interação, aprendizagem e cooperação entre si e com outras entidades públicas e privadas.