Widget Image
Secretarias
30/11/2021
HomeGovernoGoverno do Estado libera R$ 70 milhões para Barragem do Piraí

Governo do Estado libera R$ 70 milhões para Barragem do Piraí

Obra que beneficiará Itu e outros municípios, na captação de água, será licitada ainda este ano

O governador de São Paulo em exercício, Rodrigo Garcia, anunciou nesta terça-feira (26/10), em Indaiatuba, a liberação de R$ 70 milhões para a construção da Barragem do Piraí, com capacidade de armazenamento de 8,7 bilhões de litros de água e que ampliará o volume de captação inicialmente das cidades de Itu, Salto e Indaiatuba. Posteriormente, Cabreúva, que juntamente com esses municípios forma o Consórcio Intermunicipal do Ribeirão Piraí (CONIRPI), será contemplada com a obra.

O chefe do Executivo ituano, Guilherme Gazzola, participou da cerimônia, que contou ainda com as presenças dos prefeitos de Indaiatuba, Cabreúva e Salto, respectivamente, Nilson Alcides Gaspar (presidente do CONIRPI), Antônio Carlos Mangini, e Laerte Sonsin Júnior, e de parlamentares. Itu também esteve representada pelo vice-prefeito de Itu, Luciano Alves Ribeiro, pelo superintendente da Companhia Ituana de Saneamento (CIS), Reginaldo Santos, secretários municipais e vereadores.

“A barragem do rio Piraí vai garantir água pelas próximas décadas para a população de Indaiatuba, Salto, Itu e Cabreúva. O Governo do Estado está aportando R$ 70 milhões para que o consórcio dos municípios possa ainda neste ano abrir a licitação e, no primeiro semestre do ano que vem, iniciar as obras da barragem”, afirmou Rodrigo Garcia.

“O Governo do Estado mostrou-se sensível às necessidades dos municípios do interior paulista, diante da mais rígida estiagem dos últimos 91 anos, colaborando com investimento dessa obra indispensável para o reforço do abastecimento hídrico”, comentou Guilherme Gazzola.

Com 386 metros de comprimento, 15 metros de altura, espelho d’água de 1,3 quilômetros quadrados, a barragem do Ribeirão Piraí será construída na divisa de Itu e Salto. A licitação para execução da obra está prevista para este ano e a construção, que será coordenada pelo Daae (Departamento de Águas e Energia Elétrica), deve ocorrer no primeiro semestre de 2022.