Widget Image
Secretarias
22/10/2021
HomeSaúdeSecretaria de Saúde divulga novas orientações sobre vacinação de gestantes e puérperas

Secretaria de Saúde divulga novas orientações sobre vacinação de gestantes e puérperas

A Secretaria Municipal de Saúde, em cumprimento à Nota Técnica do Ministério da Saúde, passa a vacinar contra a Covid 19 gestantes e puérperas com 40 anos ou mais, independentemente de condições pré-existentes, ou seja, sem comorbidades. A vacinação desse grupo acontece nos dias 27 e 28 de maio, das 7h às 12h e das 15h às 19h, Prefeitura (Drive Thru) e Subprefeitura do Pirapitingui. Outra opção é agendar a vacinação no Centro de Referência da Mulher (CRM), nos dias 27 e 28 de maio, das 8h às 16h (na oportunidade serão informados o dia e horário da vacinação), pelo telefone 4850-8050.

A vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades, que tenham 18 anos ou mais, prossegue exclusivamente no CRM, com agendamento pelo telefone 4850-8050, nos dias 27 e 28 de maio, das 8h às 16h (quando serão informados o dia e horário da vacinação). O CRM está localizado na Rua Santana, 319, Centro.

Para agilizar o atendimento, a Secretaria Municipal de Saúde solicita que os munícipes que ainda não preencheram o cadastro no site Vacina Já www.vacinaja.sp.gov.br, o façam para agilizar o atendimento.


Confira os grupos contemplados, documentação necessária, datas e locais de vacinação:

  • Dia 27/05, quinta-feira, das 7h às 12h e das 15h às 19h, Prefeitura (Drive Thru) e Subprefeitura do Pirapitingui:

– Gestantes e puérperas com 40 anos ou mais, independentemente de condições pré-existentes, ou seja, sem comorbidades

Documentação necessária: apresentar carteira de Pré-Natal, declaração de nascido vivo, documento com foto, CPF e comprovante de endereço

  • Dia 28/05, sexta-feira, das 7h às 12h e das 15h às 19h, Prefeitura (Drive Thru) e Subprefeitura do Pirapitingui:

– Gestantes e puérperas com 40 anos ou mais, independentemente de condições pré-existentes, ou seja, sem comorbidades

Documentação necessária: apresentar carteira de Pré-Natal, declaração de nascido vivo, documento com foto, CPF e comprovante de endereço

  • Dia 31/05, segunda-feira, no horário agendado, Centro de Referência da Mulher (CRM):

 – Gestantes e puérperas com 40 anos ou mais, independentemente de condições pré-existentes, ou seja, sem comorbidades

Documentação necessária: apresentar carteira de Pré-Natal, declaração de nascido vivo, documento com foto, CPF e comprovante de endereço

– Gestantes e puérperas com comorbidades que tenham 18 anos ou mais

 Documentação necessária: apresentar carteira de Pré-Natal, declaração de nascido vivo, comprovante de comorbidades (declaração médica ou receita médica que tenha sido emitida no máximo há seis meses ou exames que tenham sido realizados no máximo há seis meses), documento com foto, CPF e comprovante de endereço

As comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde são:

  • Doenças Cardiovasculares
  • Insuficiência cardíaca (IC)
  • Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias
  • Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão arterial resistente (HAR) – HAR = Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos
  • Hipertensão arterial – estágio 3 – PA sistólica ≥ 180mmHg e/ou diastólica ≥ 110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade
  • Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade – PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade
  • Doença Cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer).
  • Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
  • Obesidade mórbida
  • Cirrose hepática