Widget Image
Secretarias
17/07/2024
HomeNotíciasItu está entre as 10 cidades paulistas com menor índice de homicídio

Itu está entre as 10 cidades paulistas com menor índice de homicídio

Imagem mostra guardas civis municipais atuando dentro do (Gabinete de Gestão Integrada)

O município se destaca ainda como as 20 cidades do país com a menor taxa desta modalidade de crime

Os implementos na segurança pública, realizados pela Prefeitura de Itu nos últimos 7 anos e meio, surtem resultados positivos e a cidade está entre as 20 cidades brasileiras e 10 paulistas com o menor índice de homicídios. Os dados são do Atlas da Violência feito em parceria entre o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
O ranking leva em conta os 319 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes. Desse total, 57 apresentaram taxas menores de 10 homicídios por cem mil habitantes, sendo 32 deles em São Paulo, ou seja, 56%.
Na lista das 20 cidades brasileiras com menos casos por 100 mil habitantes, Itu obteve a pontuação de 6,5 e está entre os dez municípios com a menor taxa de homicídios do Estado de São Paulo.
Além de investimentos constantes na contratação de novos servidores, aprimoramento de equipamentos e treinamentos para a Guarda Civil Municipal, a Prefeitura de Itu atribui essa performance à implantação da Muralha Eletrônica e à criação do GCI (Gabinete de Gestão Integrada) de Segurança, que integra a Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Civil, em reuniões para discutir estratégias de combate ao crime.
Há ainda a melhoria mais recente, que a Prefeitura de Itu conquistou para a área de segurança pública, que foi Sala de Monitoramento e Inteligência da Guarda Civil Municipal (GCM), inaugurada há menos de um mês. A implantação contou com um investimento R$ 4 milhões, recurso oriundo da própria municipalidade.
Devido à reestruturação de monitoramento feita pela atual gestão, a cidade conta agora com 1131 câmeras, sendo elas, 215 em pontos estratégicos da cidade: 260 em unidades de saúde e 656 em escolas. Do total, 70 desses equipamentos oferecem reconhecimento facial, função que futuramente estará em todas as integradas ao novo sistema.